• Receba informações e promoções de nosso site.


 

Notícias

Saúde

Dra. Mara Behlau analisa a o Timbre de Anderson Silva no Mais Você

31/08/2013 às 15:41h

Uma pesquisa realizada nos EUA relaciona a voz grossa do homem ao sucesso profissional nas empresas. Mas no esporte, as coisas não são bem assim! O campeão de UFC, Anderson Silva, tem sua potência vocal bem diferente da força! A escala da voz do lutador é 188 hertz, ou seja, o som está na escala feminina, que vai de 150 a 250 hertz. Curioso sobre a disparidade entre a voz e o porte físico do lutador, o Mais Vocêconversou com o próprio, que contou o que sente a respeito.

Anderson disse que na adolescência achava a voz horrível. “Quando eu era criança, incomodava um pouco, depois eu comecei a levar na esportiva. Na puberdade era péssimo, uma voz totalmente nada a ver”, ressaltou. Porém, o timbre fino não o faz ser desrespeitado pelos filhos: “Eles conseguem me entender pelo olhar, quando fazem alguma coisa errada, sabem que o pai não gostou. O Joãozinho já sabe quando o negócio está feio”, disse Anderson.

No lado profissional, a voz nunca foi um empecilho. “Nunca tive problemas profissionais em relação a minha voz. É um pouco difícil mostrar liderança se você tem a voz baixa, mas tem a postura e vários outros fatores que ajudam a voz”, observou. Porém, quando questionado se gosta ou não de sua voz, Anderson não titubeou: “Eu gosto da minha voz, acho que faz parte da minha personalidade.

Especialista: lutador conquista pelo papo

Mais Você ainda ousou: levou a Dra. Fonoaudióloga Mara Behlau, para analisar o timbre do lutador e ela deixou claro que Anderson não tem nenhum problema vocal, ele usa a voz assim porque quer. “Ele chega deste jeitinho, parede muito mais negociador, muito mais alegre, afável, de bem com a vida, é um sinal de esperteza vocal. Eu tenho certeza que, com esta voz, ele ganhou muita gente no papo”, comentou Mara Behlau.

Ao fazer o teste de timbre, a fonoaudióloga afirmou que o lutador tem a frequencia vocal feminina. Surpreso, ele brincou: “Agora eu vou sofrer mais bullying”.

Fonte: MAIS VOCÊ